php[tek] 2018 : Call for Speakers

Sua primeira página PHP

Crie um novo arquivo chamado ola.php e coloque-o no diretório root do seu servidor web (DOCUMENT_ROOT) com o seguinte conteúdo:

Exemplo #1 Nosso primeiro script PHP: ola.php

<html>
 <head>
  <title>Teste PHP</title>
 </head>
 <body>
 <?php echo "<p>Olá Mundo</p>"?>
 </body>
</html>

Use o seu navegador para acessar o arquivo com a URL de seu servidor web, terminando com a referência ao arquivo /ola.php. Quando o desenvolvimento for local esta URL será algo como http://localhost/ola.php ou http://127.0.0.1/ola.php mas isso depende da configuração do seu servidor web. Se tudo foi configurado corretamente, este arquivo será interpretado pelo PHP e a seguinte mensagem será enviada ao seu navegador:

<html>
 <head>
  <title>Teste PHP</title>
 </head>
 <body>
 <p>Olá Mundo</p>
 </body>
</html>

Este programa é realmente simples e você não precisa do PHP para criar uma página assim (fixa). Tudo o que ela faz é mostrar: Hello World utilizando a instrução echo. Note que o arquivo não precisa ser executável ou especial. O servidor web descobre que este arquivo precisa ser interpretado pelo PHP por causa da extensão ".php", que o servidor é configurado para repassar ao PHP. Pense nisso como um arquivo HTML normal que por acaso possui um conjunto de tags especiais disponíveis para você fazer muitas coisas interessantes.

Se você tentar rodar este exemplo e ele não mostrar nenhuma mensagem de saída, ou aparecer uma caixa de diálogo pedindo para você salvar o arquivo, ou você ver todo o conteúdo do arquivo como texto, há uma grande chance do seu servidor não ter o PHP habilitado ou não estar configurado corretamente. Peça ao seu administrador para habilitar o PHP para você usando o capítulo de Instalação do manual. Se você está desenvolvendo localmente, leia também o capítulo de instalação indicado acima para ter certeza de que configurou tudo corretamente. Confirme que está acessando o arquivo via HTTP através do servidor web. Se acessar o arquivo através do sistema de arquivos, então ele não será interpretado pelo PHP. Caso o problema persista, não hesite em nos chamar nos vários » canais de suporte do PHP.

O objetivo do exemplo é mostrar o formato especial das tags do PHP. Neste exemplo nós usamos <?php para indicar que a partir daquele ponto entramos no modo PHP. Então nós colocamos a instrução do PHP e saímos do modo PHP adicionando a tag de fechamento, ?>. Você pode entrar e sair do modo PHP num arquivo HTML desta maneira em qualquer lugar que você queira. Para mais detalhes, leia a seção do manual que fala da sintaxe básica do PHP.

Nota: Uma Nota sobre Fins de linha

Fins de linha têm pouco significado no HTML, entretanto ainda é uma boa idéia fazer o seu HTML ter uma boa aparência e organização através da divisão em linhas. Um fim de linha imediatamente após a tag de fechamento ?> será removido pelo PHP. Isso pode ser extremamente útil quando você está juntando vários blocos de PHP ou arquivos incluídos contendo apenas PHP que não deveriam imprimir nada no processo. Ao mesmo tempo isso pode ser um pouco confuso. Você pode colocar um espaço depois da tag de fechamento ?> para forçar a impressão de um espaço e fim de linha ou você pode explicitamente imprimir o fim de linha com um último echo/print de dentro de seu bloco PHP.

Nota: Uma Nota sobre os Editores de Texto

Há muitos editores de textos e Integrated Development Enviroments (IDEs) que você pode usar para criar, editar e gerenciar arquivos PHP. Uma lista parcial destas ferramentas pode ser vista na » Lista de Editores para PHP. Se você gostaria de recomendar um editor, por favor visite a página acima e peça ao administrador da página para adicionar o editor à lista. Ter um editor que destaca a sintaxe das tags pode ser muito útil.

Nota: Uma Nota sobre os Processadores de Texto

Processadores de texto como o StarOffice Writer, Microsoft Word e Abiword não são boas escolhas para editar arquivos PHP. Se você deseja usar um desses para este script de teste, você precisa verificar se você está salvando o arquivo como texto plano ou o PHP não será capaz de ler e executar o script.

Nota: Uma Nota sobre o Bloco de Notas do Windows

Se você está escrevendo seus scripts PHP usando o Bloco de Notas do Windows, você precisará ter certeza de que seus arquivos estão sendo salvos com a extensão .php. (O Bloco de Notas do Windows adiciona automaticamente a extensão .txt aos arquivos a não ser que você siga um dos passos a seguir para previnir isto). Quando a caixa de diálogo Salvar estiver aberta e você for digitar o nome do seu arquivo, coloque o nome do arquivo entre aspas (i.e. "ola.php"). Uma alternativa é você clicar na lista drop-down 'Documentos de Texto' na caixa de diálogo 'Salvar' e alterar a opção para "Todos os tipos de arquivos". Você agora pode digitar o nome do seu arquivo sem usar as aspas.

Agora que você criou com sucesso um script simples em PHP, é hora de criar o mais famoso dos scripts PHP! Uma chamada à função phpinfo() e você verá muitas informações úteis sobre seu sistema e configurações como as Variáveis Predefinidas disponíveis, módulos carregados pelo PHP, e as opções de configuração. Tire algum tempo para ver e revisar estas informações importantes.

Exemplo #2 Como obter informações sobre o PHP

<?php phpinfo(); ?>

add a note add a note

User Contributed Notes 2 notes

up
-56
ryan420 at earthling dot net
14 years ago
Note on permissions of php files:  You don't have to use 'chmod 0755' under UNIX or Linux; the permissions need not be set to executable.  Again, this is more like a html file than a cgi script.  The only mandatory requirement is that the web server process has read access to the php file(s).  With many Linux systems, it is popular for Apache to run under the 'apache' account.  Given that HTML and other web files, like php, are often owned by user 'root' and group 'web' (or another similar group name), acceptable permissions might be those achieved with 'chmod 664' or 'chmod 644'.  The web server process, running under the 'apache' account, will inherit read only permissions.  The 'apache' account is not root and is not a member of the 'web' group, so the "other" portion of the permissions (the last "4") applies.
up
-59
raphaellonguinhos at gmail dot com
1 year ago
Instead of symlink of cp things to the DOCUMENT_ROOT (e.g., /var/www) you can use the mod_alias of apache (http://httpd.apache.org/docs/2.0/mod/mod_alias.html)

Example: In the http://php.net/manual/en/tutorial.firstpage.php, save the hello.php at ~/Scratch/php/data. Edit the file /etc/apache2/conf.d/scratch_php.conf:

sudo vim /etc/apache2/conf.d/scratch_php.conf
Alias /data /home/raphaell/Scratch/php/data
<Directory /data>
     Order allow,deny
     Allow from all
</Directory>

restart the apache:
sudo /etc/init.d/apache2 restart

continuing on the tutorial.firstpage

on your browser
http://localhost/data/hello.php
To Top